segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Senti a macieira florescer




Fui ao jardim espreitar
Ver se a vida já brotava
Uma macieira estava
Pronta para despertar

Senti nas profundas entranhas
A seiva já a subir
E de desejo sorrir
Fêmea de cascas castanhas

Aqui está a primavera
Mas como pode escolher?
Árvore plantada na serra

Entre a terra onde a prendem as raízes
E o céu onde se libertam os perfumes
Podemos ser, testemunhas e juízes?

2 comentários:

Cris Rubi disse...

Oi, agora já sei quem és.
volte sempre ao meu cantinho,
fico feliz em ter vc por perto
grande beijo

Sitio da Gaia disse...

Peço licença para usar a foto da macieira em flor para ilustrar um texto no meu blog:
sitiodagaia-gaia.blogspot.com
Aproveitei e fiz uma visitinha ao teu. Gostei muito dos poemas e das imagens que os ilustram. Parabéns.